Eletrobras apresenta seu Plano de Negócios para os próximos 5 anos

A Eletrobras apresentou  neste último 11 de novembro o seu novo PDNG (Plano Diretor de Negócios e Gestão) para o período 2017-2021. A previsão de investimentos é de R$ 35,8 bilhões, que comparados ao plano de 2015-2019 (R$ 50,3 bilhões), representam uma redução de 29% . A destinação dos recursos será basicamente para a conclusão de empreendimentos de geração e transmissão já contratados,  sinalizando uma redução em novos investimentos no setor elétrico nos próximos anos.

De acordo com o seu presidente, Wilson Ferreira Junior, o novo plano de negócio da Eletrobras está apoiado em três bases, a saber: Eficiência Operacional e Corporativa; Redução do Endividamento; Governança e Compliance. Até fevereiro de 2017 a companhia espera reduzir o número de gerências em 52% na holding e 26% nas empresas controladas; cortar cargos comissionados e funções gratificadas de assistentes e assessores. Com essas ações e também com um Plano de Aposentadoria Incentivada (PAI) para 4.937 funcionários elegíveis, a empresa espera economizar R$ 67,8 milhões já em 2017.

Alguns desafios classificados como “conjunturais” são listados: a criação de uma estratégia para estancar os custos com o pagamento de  empréstimo compulsório; equacionar a paralisação da obra de Angra 3; equacionar os prejuízos da CGTEE, equacionar a dívida de R$ 6,6 bilhões junto à Petrobras, bem como regularizar 106 obras de transmissão que estão em atrasos por problemas ambientais e atrasos de aportes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *